Publicidade

Jornal do Brasil

Blog do Reinaldo - JBlog - Jornal do Brasil

Rio, 2 de fevereiro de 2012. Gastronomia de verão

Na semana passada, a nossa confraria, Os Companheiros da Boa Mesa, se reuniu pela  342 vez no  Galeto Sat’s- Botafogo, como o nome indica um restaurante/boteco chique, para um almoço diferente. Em vez do itinerário clássico (vinhos, pratos elaborados), bebemos caipirinhas ou cachacinha pura (o dono, Sérgio Rabello, podia ser capa de bolero: o último boêmio.            

E mais:  cerveja ou chope, enquanto beliscávamos pasteis, pão de alho, coração de galinha (uma delícia para o paladar e o colesterol!), linguiças e batatas portuguesa.

E comemos galetos, picanha bovina e suína, sobrecoxa desossada, marinada na cachaça, acompanhados de batatas prussiana, farofas, bananas à milanesa e arroz. De sobremesa, brigadeiro na colher.

Na cabine de comando, Haroldo Sprenger e Pedro Paulo Machado, os organizadores de janeiro (cada mês é um companheiro o maestro), respectivamente da esquerda para a direita.

                                    

Ou seja, uma experiência de adequação à gastronomia de verão … e aos tempos que correm!

Nossa turma compareceu numerosa, inclusive com a presença de companheiros(as) que viajam muito e nem sempre estão no Rio nos nossos encontros. É o caso do Eduardo Frias, Salvador Cícero, Sérgio Costa e Silva e, sobretudo, da Anna Maria Tornaghi, na foto abaixo ao lado direito da nossa atual presidente, Virginia Munson.

Falando nela, quero reparar uma injustiça que se arrasta há muitos anos: sempre que se fala nos Companheiros da Boa Mesa (nunca é de mais lembrar que somos a mais antiga confraria em funcionamento ininterrupto no Rio), se começa pela história da ruptura do Antonio Houaiss e do Octávio Marques Lisboa com a Confraria dos Gastrônomos, da qual faziam parte, e pela engenharia do Sidney Regis que fez todo o meio de campo para montar esta nova sociedade.

Mas não se diz – e eu mesmo cometi esse silêncio em artigos e blogs anteriores, por esquecimento  — que foi a Anna Tonaghi que apresentou o Houaiss ao Sidney (o nosso filólogo era muito amigo do pai dela, o professor Newton Tornaghi) e que foi ela que sugeriu a adoção de um formato mais moderno, que se reunisse para almoço e não jantar, que incluísse mulheres, e que os encontros fossem em restaurantes, para forçar um up-grade na qualidade.

E assim foi gerada esta confraria, que se reúne todos os meses, menos fevereiros, e que é capaz de pantagruélicos repastos em restaurantes 5 estrelas (aqui e no exterior) ou, como no caso, um demorado rega-bofe sem champagne nem espumante, em mesas corridas, mas saboroso, divertido e parceiro.

Um gole de história.

Somos a QUARTA confraria “pra valer”  no Rio de Janeiro.

A primeira, fundada por Raul Pompéia em 28 de abril de 1892 era compostas por figurões, como Machado de Assis, Graça Aranha, Coelho, Arthur de Azevedo, Capistrano de Abreu, Xavier da Silveira, e outros. e outros.. Chamou-se CLUBE RABELAIS e funcionava num sobrado do Largo do Rocio, hoje Praça Tiradentes. Durou cerca de oito anos.

Obs: a foto acima não é (não achei) dessa confraria. Mas é da mesma época e os banquetes não deveriam ser muito mais divertidos do que isso…

Adiante: em 1900, um grupo dissidente, cujo slogan era: o importante é manter a linha, ainda que seja a curva, fundou A Panelinha, que tinha como “comissário” ninguém menos do que Machado de Assis. Os encontros “se davam” na Rua das Laranjeiras, 192 e durou cerca de uns quatro anos, com “ágapes” mensais.

Não há registro oficial do fim do grupo, embora, obviamente, ele tenha se dispersado alguns anos depois.

Correm os tempos. Em 1958, Antonio Houaiss, Octavio Marques Lisboa, Pratini de Moraes, Alberto Pitigliani e um grupo de apreciadores “apenas do melhor”, constituiu a Confraria dos Gastrônomos, que funcionou com regularidade até que no final dos anos 1970 um episódio provocou um cisma —, do qual nasceu a NOSSA, que completa em dezembro próximo 35 anos.

Vida que segue…

Compartilhe:
2 Comentários

Comentários:

  • Valeu Reinaldo, parabéns. Abs. Eduardo Frias

    Reinaldo,
    Muito bom e atual!!!
    Abs
    Pedro Paulo

    Excelente!
    Roberto Hirth

    Reinado Paes Barreto

    2 de fevereiro de 2017 às 15:32

  • Reinaldo, Parabéns.
    Eduardo Frias

    Bom e Atual
    Pedro Paulo Machado

    Excelente
    Roberto Hirth

    reinaldo

    2 de fevereiro de 2017 às 15:38

Comentar:

?>