Publicidade

Jornal do Brasil

Blog do Reinaldo - JBlog - Jornal do Brasil

Rio, 23 de março de 2017. Outono e Superstição

Ando pelo calçadão de Copacabana bem cedinho, inaugurando a luz filtrada desse outono macio, o céu alto, lá longe,  Drummond no por do sol   e “encontro” o nosso poeta-oceano, sentado, calmo, de bronze …com a fitinha do Bonfim no pulso. Mais carioca impossível, mais mineiro … não há.

20120916-Drummond com a fita do Bonfim

Nota: a fita original foi criada em 1809 e ficou conhecida como medida do Bonfim. O seu nome se deve ao fato de medir exatos 47 centímetros de comprimento, a medida do braço direito da estátua de Jesus Cristo, Senhor do Bonfim, postada no altar-mor da igreja mais famosa da Bahia.

A estátua foi esculpida em Setúbal, Portugal, no século XVIII. A “medida” era confeccionada em seda, com o desenho e o nome do santo bordados à mão. E o acabamento feito em tinta dourada ou prateada. Era usada no pescoço, como um colar, no qual se penduravam medalhas e santinhos, funcionando como uma moeda de troca: ao pagar uma promessa, o fiel carregava uma foto ou uma pequena escultura de cera, representando a parte do corpo curada com o auxílio do santo (ex-voto).

20151019-Fitas amarradas no gradil
Como lembrança, então, adquiria uma dessas fitas, que simbolizava a própria igreja. Hoje, elas ficam amarradas no gradil da Igreja do Bonfim. Não se sabe quando se deu a transição para  o sincretismo (umbanda) e a sua representação das cores de/para cada Orixá.

Cores para cada Orixá.

Verde: Oxossi
Azul claro: Iemanjá
Amarelo: Oxum
Azul escuro: Ogum
Colorido ou rosa: Ibeji(erê) e Oxumaré
Branco: Oxalá
Roxo: Nanã
Preta com letras vermelhas: Exu e Pomba gira
Preta com letras brancas: Omulu e Obaluaê
Vermelha: Iansã
Vermelha com letras brancas: Xangô
Verde com letras brancas: Ossain

Resumindo:  a fita branca traz paz, calma e sabedoria; a amarela, prosperidade e otimismo; a azul, tranquilidade e harmonia; a vermelha, desejo; a verde, esperança; a roxo, saúde; e a rosa, carinho.

A propósito, desejo um bom outono a todos através desse belo vídeo, composto pelos Poetas da Cor.

PS: as superstições mais populares no Brasil, são:

– Cruzar na rua com um gato preto dá má sorte (não pronuncio a palavra com az nem torturar);- Quebrar um espelho provoca sete anos de má sorte na vida de quem quebrou;- Passar por debaixo de uma escada idem;

– Achar um trevo de quatro folhas trás sorte;

– Pé de coelho traz sorte;

– Deixar um sapato ou chinelo de cabeça para baixo pode provocar a morte da mãe;

– Abrir guarda-chuva dentro de casa pode atrair morte;

– Toda sexta-feira 13 é um dia perigoso e podem ocorrer fatos ruins para as pessoas;

– Jogar moedas numa fonte de água pode realizar um desejo da pessoa que jogou;

– Bater três vezes numa madeira pode evitar eventos ruins.

Termino pedindo um favor: não me contem nenhuma superstições nova, que eu adoto!

Compartilhe:
Comentar

Comentar:

?>